Há alguns meses que não passo por aqui...Ultimamente tenho pensado muito!!Alguns dizem que esse comportamento antecipa uma tragédia, volta e meia a gente escuta: "Pobre fulano, parecia que ia morrer, tava tão pensativo" ou "tadinha dela, antes do acidente parecia muito reflexiva"... Eu não concordo com isso! A máxima tragédia que pode acontecer pós pensamentos vagos, seria uma mudança radical no mundo, nas casas, nas pessoas. Foi assim que me entendi, aprendi a conversar comigo, escutar meu silêncio e volta e meia me pego pensando, divagando do absurdo à futilidade...mas esse sou eu e pronto! Me escuto também e mesmo que erre, o erro também é meu!! Não sei, mas posso caminhar à beira da loucura e quem disse que eu quero a certeza? Um brinde aos devaneios! Eles são bem mais interessantes e inspiradores... Me sinto muito bem assim, e todo fim do dia aquela leve sensação de dever cumprido, de mim pra mim mesmo sabe? Não tô nesse corpo à tôa...nem corpo nem alma, nada é à tôa na verdade...

Até mais!!

Netto Nunes

PS: Não pensem que uso o meu blog para divulgar o meu eu numa espécie de "reallity vida", apesar de me ver nessas palavras, não curto tanto exibicionismo...Mas hoje deu vontade de falar de mim, só isso!



Escrito por Netto Nunes às 13:58
[] [envie esta mensagem]



Sempre que assisto a um filme, fico com a mente fervilhando...Hoje não foi diferente!Após ver "Vicky Cristina Barcelona", que aborda a efemeridade do amor entre tantas coisas, uma bela fotografia, trilha excepcional e atuação divina de Penélope Cruz. Desliguei o DVD e comecei a pensar, mil coisas...Nada relacionado ao filme, confesso!Não sei, sinto minha mente expandindo, é sensacional. Em seguida, fui catar feijão, afinal não estou na casa de mãe, então eu mesmo preparo meu alimento. Enquanto catava, comecei a notar que ali diante dos meu olhos poderia observar pessoas em feijões. Acreditem, não usei nenhum entorpecente! Mas era como se ali tivesse a vida, as pessoas e suas representações. Existem pessoas como feijões verdes, cruas por dentro e sem nenhum sabor. Algumas podem até produzir, mas dificilmente, por terem sido arrancadas do pé muito cedo, não trazem boas sensações ao paladar... Existem aquelas que lembram feijões murchos mas em sua essência guardam o mais puro sabor, essas são pessoas deliciosas que só precisam trocar a casca, superficial e nunca impossível! Infelizmente ou felizmente, existem aqueles que trazem não só em sua pela mas intrisecos em seu ser o bolor que fede e prejudica os demais, esses vão pro lixo afinal poluem mente eestômago. Tadinho dos bons feijões mas sabem que serão jogados numa panela, e dada a uma pressão relativa em alguns minutos estarão em pratos. Eles nem imaginam que terminarão seus dias assim, ou será que sabem? Insisto na idéia de que alguns ousam, tentam fugir, escorregam da mão, outros parecem entendiados e por isso se mostram inertes e passivos, esperando apenas uma mão que os leve a panela...E quer saber nem é tão trsite assim, os bons estão prontos para o último espetáculo "em vida", matar a fome, aguçar sensações, saciar...  É, realmente, feijões são como pessoas... Bom apetite!

Netto Nunes (Cozinheiro, Observador e Escritor)



Escrito por Netto Nunes às 11:38
[] [envie esta mensagem]



E por falar em...

3 de Agosto, adoro o número 3, desde pequeno, bem antes de descobrir que ele é considerado o número da comunicação...

E por falar em Comunicação, precisamente daqui a 30 dias, estarei nesse mesmo horário dentro de um avião voando à terras desconhecidas...Menos épico e mais realista, estarei com taquicardia sabendo que ainda tenho uma hora de nuvens e paisagens a admirar...Mas estarei feliz!Por incrível que pareça, faltando apenas um ano para me formar este será meu primeiro Congresso Internacional na área...

E por falar em formar, esses últimos dias tenho pensando muito em futuro (de acordo pesquisas, gastamos 75% do nosso tempo pensando nele, vai entender...). Hoje mesmo, enquanto tomava uma caneca de chocolate, admirava a paisagem pela janela e me perguntava: O que será de mim? Tudo bem que no meu signo os astros apontaram que por esses dias estarei "carente" achando que não recebo devida atenção, sem o drama do canceriano, esta pergunta é costumeira em minha vida...Isso porque não sou o mesmo Netto ansioso de tempos atrás (Salve a evolução!)

E por falar em evolução, faz dias que passo os olhos na estante da minha mãe e hoje achei "O Mundo é Bárbaro e o Que Nós temos a Ver com Isso" de Fernando Veríssimo. Ele está do meu lado agora me convidando a lê-lo. Devido ao tédio e a síndrome do fim das férias onde parece que você já viu tudo na internet, já assitiu todos os filmes e programas (incluindo Casos de Família!), penso que Veríssimo seja uma boa idéia para reativação do pensamento...

E por falar em pensamento, esse meu canto das idéias esteve adormecido ultimamente. Não penso que seja falta de inspiração, mas acredito que escrever é compartilhar e compartilhar também tem seu momento, certo e preciso. Obrigado aos leitores assíduos, corajosos em compartilhar comigo uma simples idéia do que é viver!

E por falar em viver, tô de volta à ativa...Salve dia 3!Salve esse dom que é o de comunicar!

Netto Nunes



Escrito por Netto Nunes às 11:39
[] [envie esta mensagem]



 

Oi Ana!

Todas as manhãs antes de ir pra faculdade,vc toma café comigo. Me emociono com as histórias,sorrio com vc e o louro,acho o programa de bom gosto e acredito que vc é uma das grandes comunicadoras atuais. Sou estudante de Rádio e TV e querendo ou não com o passar do tempo a gente começa a olhar a TV com outros olhos,bastante críticos por sinal. Continuo amando televisão,não seria esse o caso!Recentemente, com os temporais de Santa Catarina, me atentei ao apelo de vocês no quesito solidariedade. Sabe Ana, acho bacana isso, acredito na cidadania, solidariedade e trabalho coletivo mas se fossemos iniciar campanhas em prol de algo, tenho uma sugestão. Sou nordestino e pra vc ter uma idéia, em Vitória da Conquista há pouco tempo, uma garota que caminhava pra escola desmaiou no meio da rua, quando foram socorrer ela já estava morta, sabe o motivo?Fome. Vale ressaltar que Vitória da Conquista é uma das maiores cidades com perspectiva de desenvolvimento aqui na Bahia. Não quero aqui promover a miséria muito menos o egoísmo, mas fico intrigado quando saio pelas ruas de Conquista e vejo pessoas doando à Santa Catarina. Doando a quem perdeu alguma coisa. Se desse uma chuva dessas aqui, muita gente nem teria o que perder. Isso é lastimável!Desejo que você alcance mais sucesso na carreira e no fundo do coração, acredite que essa mensagem saiu da mente de um jovem questionador, ansioso por respostas que muitas vezes demoram por vir, quando não inexistentes...Abraço fraterno!

 

Everaldo Netto

[E-mail enviado à produção do programa Mais Você]



Escrito por Netto Nunes às 21:22
[] [envie esta mensagem]



[M. I. D. I. A]

Meio Instituído Divulgando a Irracionalidade Alheia

 

Quem assistiu a TV esses últimos dias, vai saber do que estou tratando. Todos acompanharam atônitos um verdadeiro reality show da vida real. Parece redundante, mas foi assim que aconteceu.

Câmeras ligadas, seqüestro, agonia, morte. A vida caminhando em ângulos e furos de reportagem. A vida sendo explorada e jogada nas milhares de salas com sofás e famílias que devoravam o que já vinha pronto.

Pra finalizar, dez mil pessoas que interrompem sua rotina e vão “levar solidariedade” a quem precisa. Vale ressaltar que essa manifestação de bondade vinha acompanhada de celulares que disparavam flash e filmavam o cadáver.

Confesso que senti nojo daquelas pessoas, mas em seguida vi que tinha algo maior do que aquilo por trás de tudo, algo que constrói e destrói em segundos. E aquelas pessoas, coitadas, eram meras marionetes. O espetáculo já estava pronto. Aplausos a soberania da ignorância. Aplausos a exploração da tristeza!

 

Netto Nunes



Escrito por Netto Nunes às 10:02
[] [envie esta mensagem]



Sobre esquecimento, sobre vida...

 

 

Foi assistindo a um filme nessas madrugas aí que eu comecei a questionar de fato sobre o tal esquecimento. Na obra visual, a protagonista é levada a esquecer do seu filho, dado como morto em um acidente, mas na real, ela sente que ele está vivo em algum lugar. O resto só assistindo...

Bom, daí comecei a pensar nas coisas que esqueci. Acabei lembrando. Nos momentos que faço questão de esquecer. Mas, quando lembro que tenho que esquecê-los, eles estão bem vivos na mente. Meio confuso. Mas confesso que sei separar, tem coisa que vai pro lixo, não me serve de nada. Umas lembro sempre. Outras, eu reciclo.

Como esquecer das primeiras pedaladas? Dos aniversários surpresa? Do beijo de boa noite da minha mãe? Do nascimento dos irmãos? Dos olhares na barraca de pastel?

Enfim, tudo constrói! Até as partidas, seja de pessoas, seja de épocas, de fases... Aprender a esquecer é necessário. Esquecer é viver! Existem coisas tão pequenas. Parafraseando meu avô, grande pra mim é o que eu considero grande! Portanto, aproveitar o útil da vida é combustível pra qualquer alma. Reciclar o que parecia inutilizado, é vivenciar a aprendizagem essencial a todo humano.

 

[Netto Nunes]

 

 



Escrito por Netto Nunes às 10:59
[] [envie esta mensagem]



Diário de Férias (Parte II)

Família + Fim de semana + Frio = Reflexões.

 

Sabem o que é levantar e tomar um belo chocolate na sua caneca?Olhar em volta e vê nos móveis ou objetos um pouco de você ou daqueles a quem você tanto ama...

Pois é, amanheci assim! Na casa em silêncio (ops, minha casa!) me sinto como um rei numa fortaleza, e acredito que seja assim. Daqui do alto a cidade que treme com o frio cheio de vida. Uma cidade testemunha de uma família que pode ser considerada uma grande família feliz!!

Toda vez que as baterias de algo descarregam elas precisam urgentemente de uma tomada. Nesse fim de semana encontrei meu plug. Não que eu seja do tipo celular ou máquina digital. Ainda tenho a capacidade de sentir, graças! Mas confesso com pureza de coração, parece que toda vez que retorno ao meu lar volto renovado, pronto para as adversidades do mundo lá fora que no meu caso ultimamente tem sido o estresse, a correria, as provocações, mas entendo que uns são felizes, outros são amargos e frustrados. É a vida! Coisa pequenas se comparadas ao tamanho do ninho. E em todas as circunstâncias sinto a falta de um ambiente capaz de me renovar a cada amanhecer...

"Não existe nada como a nossa casa", já dizia meu avô, já dizia minha mãe... E hoje penso assim! "Família sempre fica!" já diziam também. Quero deixar claro que não tô amargurado com nada. Apenas nostálgico pelos últimos momentos, afinal daqui a três horas pego o ônibus de volta à vida real. E isso me permitiu esse pensamento.

É muito bom estar rodeado por pessoas saudáveis, que permitem seu crescimento, que também dizem não e acima de tudo sejam ser o que vc tem de mais bonito: a humanidade. Obrigado família, acreditem, pelo menos uma vez no mês vou me permitir essa felicidade!

 

Netto Nunes

 



Escrito por Netto Nunes às 11:52
[] [envie esta mensagem]



Diário de Férias – Ônibus, Leitura e Crianças Adultas

 

Hoje o dia amanheceu bonito, todos são. No percurso para Salobrinho, as nuvens armaram um plano contra o sol, nublou... Interessante, que nesse exato momento morria Rudy Steiner, melhor amigo de Liesel Meminger (A Roubadora de Livros de Markus Zusak). Desde pequeno, escutava dizer que os dias em que alguém partia geralmente choviam ou ficavam nublados. Senti a morte de Rudy, já tínhamos um vínculo. Mas entendi as circunstâncias e concordo com a sabedoria da vida. Enfim, o sol voltou a aparecer enquanto entrava na UESC.

Certa vez, um professor chamou atenção para as “estórias” em ônibus coletivo. Essa é a máxima verdade... Olhar além da janela (já disso aqui no blog!). E ultimamente tenho encontrado cada personagem, cada enredo, dignos de uma grande produção cinematográfica. Aproveitando a deixa de algumas colegas blogueiras, que recentemente postaram relatos de experiências em festas infantis que de infantis não têm nada, estão mais pra bailes funks ou coisa parecida, gostaria de relatar também uma estória de coletivo. Todas as manhãs me deparo com um pequeno grupo de crianças, animadas, todas em direção a escola. Conversam, ou gritam, o tempo inteiro. Até aí tudo normal... Mas quando eles começam o repertório musical... Esperava os últimos hits da rainha dos baixinhos, mas ao mesmo tempo lembro que ela foi Rainha nos anos 80. Pô, seria querer demais!! Uma sempre puxava e os outros em seguida davam coro e ritmo. Pra começar:

“Me ensina-na,me ensina a namorar

Um beijo bem gostoso eu vou te dá, eu vou te dá

Me ensina-na, me ensina a fazer

Aquele amor gostoso com você!”

 

Sem exagero algum, naquele pequeno grupo a mais velha deveria ter oito anos. Isso sem contar no dia que encontrei uma linda menina, salto alto, maquiada e cabelos escovados, essa devia ter seus dez anos. Onde estão as queixas? Não quero dá uma de moralista e criar um guia de conduta infantil (detesto guias!), mas analisar os fatos faz parte de minha personalidade. Nesse caso, de um lado temos uma mídia sedenta por formar padrões e ícones, mesmo que estes sejam de ordem digamos estética (que o digam os milhões de litros de silicone!) e de outro, uma juventude ansiosa e estressada (pós-modernidade lembra?) que procura vivenciar as coisas antes do relógio natural. O resultado disso está aí nos ônibus, nas ruas, nas casas, “adolescentes” com oito anos de idade, adultos com doze. É difícil querer que eles não mudem. A realidade é outra! Por isso volto pro meu livro e me divirto com as aventuras de Liesel, ela sabe ser criança. Isso se tornou arte de uns tempos pra cá.

 OBS:Imagem meramente ilustrativa (e romântica), não condiz com a realidade.

 



Escrito por Netto Nunes às 12:07
[] [envie esta mensagem]



Diário de Férias – Mini-mercado, Filme e Machismo.

 

Ontem fui ao mini-mercado comprar leite condensado e creme de leite. A noite prometia. O filme era Sweeney Todd: O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet (com Johnny Deep), a melhor pipoca (mais gostosa que a do Multiplex) e o brigadeiro perfeito. Mas voltando ao supermercado, enquanto verificava os preços (é, a inflação nos permite isso!) percebi uma criança caindo logo atrás de mim, tomei um susto pela pancada. Em seguida sua mãe se aproximou:

             - Não chore! Homens não choram! Se chorar não te trago mais...

Aqui, o susto foi bem maior. Primeiro, pela aparente falta de preocupação com a queda. Segundo pela afirmação/condenação. Numa espécie de sentença, aquela mãe, sem saber (ou não!), estava privando o seu filho ao máximo direito do ser humano: a capacidade de expressão. Entendo que choros e berros infantis desagradam, mas é fato, e entra aí um pouco de Psicologia, somatizar mágoas ou frustrações não formará um adulto sadio. Calma! Não estou rogando praga à vida daquela criança. Apenas ponho o exemplo pra ressaltar algumas verdades.

Confesso que fiquei com dó pela criança e pela mãe. O pequenino por não poder extravasar, representar em ação o que vem à alma, nesse caso: a dor. Quanto a ela, não a culpo, na certa foi criada num ambiente onde nunca viu um homem chorando. Pode ser que tenha a visão de que isso é sinal de “masculinidade e virilidade”, portanto não se deve chorar mesmo, essa função cabe apenas às mocinhas donzelas em final de novela das seis.

Pensem no tanto de crianças que crescem sob pressão. Desses, alguns serão os responsáveis por tantas “Marias da Penha” amanhã. O mais interessante que isso se repete, geração após geração determinando o modo de comportamento ideal, numa sociedade que, sinceramente, não tem a mínima noção do que é isso. Azul ou rosa, bola ou boneca, futebol ou novela, e cada vez mais indivíduos sem noção do que é o verdadeiro sentir. Não quero proclamar para o próximo Natal, pedidos de Barbies feito pelos meninos ou camisas de times Europeus pelas garotas. Não! Nada de inversões, ainda mais se falando de um sistema patriarcalista. Só penso que certos detalhes aqui não fazem diferença, existem bem maiores. A grandeza do ser humano consiste em SER!! E isso basta...

 

Netto Nunes

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



Escrito por Netto Nunes às 11:12
[] [envie esta mensagem]



Interessante perceber o que vai por trás da janela... Hoje, algumas lágrimas de nuvens que enfeitam o céu e tentam tapar o sol!! Se elas não tapassem, muita gente aqui embaixo insiste nas cortinas. Logo o sol, tão esplendoroso, tão vivo!!

Daqui de dentro, sentimentos que povoam e ganham vida em instantes, manipulados por idéias que vibram eufóricas como crianças ao entrarem no Circo. Em meio à pequenas gotículas, sensações que beiram o êxtase... Como seria bom se todos silenciassem ás vezes e percebesse o que diz a nossa volta. Mesmo no silêncio, as coisas falam, se expressam, só não escuta quem não quer (ou não sabe!). A própria alma é dotada de vida e ainda existem aqueles que insistem silenciá-la.

Fica decretado a introspecção para todo ser vivo pensante!! É nela que geralmente acrescentamos algo de novo ao espírito, à mente. Estes, numa simbiose perfeita, vivem se completando, se ajudam em prol de uma tal evolução. O caminho desponta em cada esquina, basta apenas que deixemos os passos seguirem sempre consciente de que são necessários.

Hoje acordei e achei o dia lindo. Todo dia assim o é, meu olhar que ás vezes não corresponde. Já pensaram nisso?

 

Netto Nunes.

 

PS: Fãs do Conto não desesperem, ele terá um fim ou não. Em breve notícias!!



Escrito por Netto Nunes às 11:42
[] [envie esta mensagem]



[ ver mensagens anteriores ]





Meu perfil
BRASIL, Nordeste, Homem


Histórico
17/01/2010 a 23/01/2010
09/08/2009 a 15/08/2009
02/08/2009 a 08/08/2009
14/12/2008 a 20/12/2008
19/10/2008 a 25/10/2008
05/10/2008 a 11/10/2008
03/08/2008 a 09/08/2008
27/07/2008 a 02/08/2008
13/07/2008 a 19/07/2008
18/05/2008 a 24/05/2008
11/05/2008 a 17/05/2008
20/04/2008 a 26/04/2008
06/04/2008 a 12/04/2008
30/03/2008 a 05/04/2008
23/03/2008 a 29/03/2008
02/03/2008 a 08/03/2008
24/02/2008 a 01/03/2008
17/02/2008 a 23/02/2008
10/02/2008 a 16/02/2008
03/02/2008 a 09/02/2008
27/01/2008 a 02/02/2008
06/01/2008 a 12/01/2008
04/11/2007 a 10/11/2007
16/09/2007 a 22/09/2007
29/07/2007 a 04/08/2007
15/07/2007 a 21/07/2007
13/05/2007 a 19/05/2007
06/05/2007 a 12/05/2007
29/04/2007 a 05/05/2007
22/04/2007 a 28/04/2007
08/04/2007 a 14/04/2007
01/04/2007 a 07/04/2007
25/03/2007 a 31/03/2007
25/02/2007 a 03/03/2007
11/02/2007 a 17/02/2007
04/02/2007 a 10/02/2007
28/01/2007 a 03/02/2007
21/01/2007 a 27/01/2007
14/01/2007 a 20/01/2007


Votação
Dê uma nota para meu blog


Outros sites
UOL - O melhor conteúdo